OL4JSF Tomcat Archetype – Projeto GeoJava em 5 passos

23 de junho de 2011 1 comentário

Nas ultimas semanas estou trabalhando forte em um projeto para um framework bastante conhecido mas que ainda não posso falar. O trabalho consiste na habilitação deste framework a utilizar recursos para construção de aplicações webgis . Como a nova versão do framework trás a premissa do uso de novas tecnologias como por exemplo JEE6, não poderia deixar de lado a moderna biblioteca OL4JSF que visa manter as mesmas linhas de produtividade preconizada na nova versão do JEE.

GeoJEE6 Stack

Para testar as implementações que estou fazendo para o framework, tive que criar uma aplicação de exemplo e como de praxe enfrento mais uma vez a dificuldade de estabelecer a configuração inicial desta app de exemplo devido a complexidade de configurar a GeoJEE6 Stack(apresentado no minicurso geodojo do latinoware 2010) no container web tomcat.

Como por mais uma vez enfrentei a dificuldade resolvi criar um arquétipo maven para a stack e encaminhei para o amigo Robert Anderson mantenedor do OL4JSF hospedar no repositório do projeto para servir como ponto de partida para os desenvolvedores que queiram iniciar o seu projeto baseada na GeoJEE6 Stack.

Vou explicar em poucos passos como criar o seu projeto a partir do arquetipo e veremos na prática como facilitou a vida dos desenvolvedores. Vale ressaltar, que este primeiro arquetipo atende apenas os projetos tomcat.

Primeiramente você precisa ter instalado os seguintes componentes:

  • JDK 1.6
  • Eclipse WTP
  • Maven 2 ou superior
  • Tomcat 6 ou superior
Observem que não estou colocando o plugin do maven para eclipse justamente para descomplicar o processo de configuração do ambiente de desenvolvimento. Quem desejar utilizar o plugin fique a vontade, funciona da mesma forma.
PASSO1: Abrir o console na pasta onde se deseja criar o projeto e executar a linha de comando abaixo:

$ mvn archetype:generate -DarchetypeGroupId=org.ol4jsf.archetype -DarchetypeArtifactId=ol4jsf-tomcat7-archetype -DarchetypeVersion=1.0-SNAPSHOT -DarchetypeRepository=http://java.net/svn/ol4jsf~svn/repository/

PASSO2: Preencher o formulário do arquétipo com os dados básicos como no exemplo abaixo.

Define value for property 'groupId': : br.com.rafaelsoto.ol4jsf
Define value for property 'artifactId': : geodojo
Define value for property 'version':  1.0-SNAPSHOT: :
Define value for property 'package':  br.com.rafaelsoto.ol4jsf: :
Confirm properties configuration:
groupId: br.com.rafaelsoto.ol4jsf
artifactId: minhaAPP
version: 1.0-SNAPSHOT
package: br.com.rafaelsoto.ol4jsf
 Y: :

PASSO3: Após o passo 3 basta entrar na pasta que o maven criou e executar o comando para criação do projeto eclipse WTP

$ mvn -Dwtpversion=2.0 eclipse:eclipse

PASSO4: Abra o eclipse, botão direito >> import >> existing projects into workspace. Na sequência selecione o diretório que o maven criou e deverá aparecer o seu projeto na listagem. No meu exemplo geodojo. Basta finalizar e o projeto será carregado.

Import do projeto no eclipse

PASSO5: Para testar o seu projeto basta selecionar ele e executar no Tomcat. Click direito no projeto >> Run as >> Run on Server.

Se tudo der certo, deve aparecer uma janela do seu browser com uma primeira tela da aplicação usando o OL4JSF.

Agora é meter a mão na massa e construir seu projeto!


Anúncios
Categorias:gis

Adeus 41!

Desde que mudei para a TIM passei a sofrer de um mal que todos os usuários da TIM sofrem também… Não conseguimos ligar para outro telefone digitando apenas 0(DDD) + telefone.. Sempre precisamos colocar o 41 para conseguir completar a ligação.. Com isso a saída mais tradicional é começar a mudar todos os números da agenda colocando o 041 na frente. Mesmo assim ainda continuamos a enfrentar outro grande problema, quando recebemos ligações e precisamos retornar a mesma o número que fica memorizado no celular não vem com o 041 na frente o que nos obriga a abrir a agenda procurar o contato para ligar ou editar sempre o número colocando o famigerado 41 na frente…

Na semana passada pesquisando na vasta biblioteca do android market encontrei uma das melhores aplicações utilitarias para android.

O Operadora DDD é um programa para celulares Android que serve para facilitar a vida daqueles que fazem ligações de longa distância ou simplesmente para aqueles que gostam de manter os números de telefone dos contatos gravados num formato específico.

O programa lê os contatos em um dos vários formatos possíveis e ajusta o número automaticamente na hora da discagem inserindo o código da operadora de longa distância quando necessário.

Alguns dos formatos suportados pelo programa são:

  • 9999-7777
  • 011 9999-7777
  • 11 9999-7777
  • +55 11 9999-7777
  • 0 xx 11 9999-7777 (onde xx é o código da operadora)
  • 00 55 11 9999-7777

Os espaços e traços dos exemplos acima são só para legibilidade e não afetam a maneira como o programa funciona.

O bichinho realmente parece que faz mágica… O número pode estar escrito de qualquer jeito que ele consegue colocar no formato correto para a discagem.. O melhor de tudo é que ele retira toda a sujeira do número em caso de números locais que estejam armazenados com o DDD.

Tela OperadoraDDD

Tela OperadoraDDD

Créditos

Programa criado e implementado por Denis Souza

Quem quiser baixar é só apontar para o barcode abaixo ou procurar no seu android market.

Categorias:Sem categoria

Alguém poderia tirar uma foto para não perdermos estas anotações!

30 de novembro de 2010 Deixe um comentário

Fonte: corbisimages.com

Quem nunca finalizou uma reunião de trabalho com esta celebre frase?

Na sua grande maioria, uma pessoa puxa o telefone celular do bolso, bate uma foto e posteriormente envia para o grupo. E qual o problema nisso tudo? Bem… seria super interessante se a pessoa responsável por capturar a fotografia otimizasse ela para o consumo antes de enviar para os demais colegas. E onde fica a produtividade disso tudo? Ninguém faria isso!

E se tivéssemos um programinha no celular para fazer todo este trabalho chato e improdutivo? Continuando a série de posts sobre aplicações android apresento a vocês o CamScanner.

O CamScanner foi desenvolvido para possibilitar o registro de anotações e captura de documentos de forma otimizada. O processo é super simples: – bastar capturar uma fotografia( a partir do próprio programa) e ele se encarrega de processar e enviar para as pessoas desejadas o resultado. O CamScanner é capaz de detectar um quadro branco por exemplo e recortar apenas o seu conteúdo automaticamente. Ele também aplica algoritmos de processamento de imagem para tornar a anotação mais legível e limpa e também pode transformar o resultado de todas as suas capturas em um PDF.

No final basta apenas informar qual meio você quer enviar o documento(sms, email e etc) e pronto em alguns segundos você consegue realizar todas as atividades.

Para quem quiser experimentar segue o código de barras para baixar a aplicação no Android Market. Existe uma versão gratuita(lite version)  com todas as principais funcionalidades disponíveis.

Fonte: Android Market

Categorias:android

Alô alô gtalk!!

28 de novembro de 2010 Deixe um comentário

Inaugurando meus posts sobre Android vou propagar uma dica muito importante que com toda certeza muitos nem sabiam que era possível.

Estava pesquisando uma forma de conversar com meus contatos via chamada de voz direto do meu android phone.. Mas minhas exigências não paravam por ai. Eu teria que ter um programa onde fosse possível agregar meus contatos do MSN, GTALK, SKYPE, AIM , GTALK e meu SIP interno da empresa. Ah! Não poderia faltar o requisito: OPENSOURCE…

Se vocês ficaram interessados na funcionalidade quando eu mencionei no primeiro paragrafo deste post já devem ter ficado tristes porque com tantas exigências, ainda mais sendo Android, não teremos um programa para isso. No máximo devem estar pensando que eu baixei um programa para cada rede de contato e estou feito louco explodindo o multitask do meu celular.

Mas eu encontrei! E o nome dele é Fring. Além de realizar todos os meus desejos que mencionei acima ele ainda me deu de brinde chamadas por audio/vídeo para todas essas plataformas e sem a limitação do facetime da apple onde somente é possível realizar as chamadas por vídeo via conexão wifi.

Como o Fring trabalha ?

Realizei diversos testes com ele e funcionou perfeitamente, mesmo com a limitação de velocidade do meu pacote de dados (300 kbps) consegui obter ótimos resultados. E caso você tenha alguma infra de voip na empresa ou em casa ele também é um cliente SIP. Fica a dica para quem quiser tentar.

Latinoware 2010

27 de novembro de 2010 Deixe um comentário

Aconteceu nos dias 10, 11 e 12 de novembro de 2010 no PTI(Parque Tecnológico de Itaipu) a tradicional Conferência Latino Americana de Software Livre,  para os íntimos LATINOWARE(http://www.latinoware.org).

Entrada Latinoware 2010

A área de geoprocessamento e software livre(FOSS4GIS), este ano com uma trilha dedicada,  foi possível notar um destaque maior dentro do evento o que atraiu diversos entusiastas e especialistas da área. Foram tantas palestras e mini cursos sobre geo que restou muito pouco tempo livre para assistir aos outros temas.

Depois de assistir a diversas palestras pude observar que a palavra chave deste ano foi a PRODUTIVIDADE. Efetivamente esta preocupação tem sido tema central das discussões das comunidades de FOSS4GIS que após construir e tornar possível a adoção de software livre na área, amadurece para fornecer meios que tornem o processo de desenvolvimento mais ágil e produtivo. Neste post irei destacar as principais apresentações e seus respectivos links para os slides.

Iniciando os trabalhos do primeiro dia, tivemos o Robert Anderson de Aracaju que apresentou a palestra OL4JSF: Facilitando o desenvolvimento de aplicações geoespaciais em plataforma JEE. Desenvolvedores geojava sabem o quanto é áspero o desenvolvimento de interfaces geo utilizando OpenLayers e JSF.

Robert Anderson - OL4JSF

A proposta principal da bibliotecaOL4JSF(https://ol4jsf.dev.java.net/) é integrar o melhor das duas tecnologias através do modelo de componentes JSF. Apresentação de mapas na web em poucas linhas de código, palheta de componentes, assistente de código, editor visual, plugins para netbeans e eclipse convenceu a platéia do poder da biblioteca. Link para a palestra

Na sequência tivemos a palestra internacional do Gabriel Roldan da OpenGeo.org sobre a plataforma para as construção de infra-estruturas de dados espaciais(IDE) intitulada Geonode.org .

Gabriel Roldan - Geonode

Gabriel fez uma introdução muito precisa sobre o tema onde abordou diversos exemplos práticos de como deve ser uma IDE de verdade. Na sequência apresentou as principais features presentes na primeira versão da plataforma e finalizou mostrando a grande inovação da ferramenta ao utilizar a dinâmica das redes sociais e cooperativismo como meio de sustentabilidade da solução. Link para a palestra

No segundo dia tive a feliz experiência de ministrar um minicurso com a participação do Robert Anderson do OL4JSF. Entitulado de geodojo o minicurso teve o pretensioso objetivo de construir uma aplicação completa webgis utilizado o que há de mais moderno e atualizado no mercado corporativo.

Rafael Soto - Geodojo

Postgis, HibernateSpatial, OL4JSF, Geoserver, JEE6 e integrações com redes sociais fizeram parte do elenco de tecnologias aplicadas no curso. O minicurso ainda trouxe uma inovação ao evento e utilizou o formato de sessões de coding dojo para enriquecer a dinâmica de participação da platéia. Link para o material do minicurso e Link para o código fonte

 

Tuma Geodojo

Benício Junior - Cake Php e Openlayers

No período da tarde tivemos casa cheia para a apresentação do Benício Junior da Bahia que trouxe como temário a plataforma cake php para o desenvolvimento ágil de aplicações geo para web. Através de uma abordagem descontraída e totalmente hands-on, Benício apresentou enumeras estratégias de integração para fazer com o que o mundo cake php converse com as bibliotecas geo e bancos de dados geográficos. Ao final o mesmo presenteou a plateia com uma aplicação completa feita exclusivamente para o evento onde foi possível ter a sensação do resultado final do que foi teorizado na sua palestra. Link para a palestra

Plateia

No ultimo dia do evento destacamos a apresentação do Edmar Moreti pai do software público brasileiro para geoprocessamento na web I3GEO. Edmar apresentou em suma as principais features incluídas na nova versão do I3GEO além é claro de tirar diversas dúvidas sobre a ferramenta.

Edmar Moretti - I3geo

Encerrando o bloco de geo com casa cheia, tivemos a apresentação do programa RedeJovem do rio de janeiro com o sistema WikiMapa. O projeto é um Mapa virtual georreferenciado de ações e ativos, alimentado de forma colaborativa pelos mais diversos participantes, por meio do telefone celular ou internet a apresentação abordou as características sociais e operacionais.

RedeJovem - WikiMapa

O resultado do evento foi bastante positivo principalmente pelo fato do teor democrático das palestras terem atraído um público de iniciantes e até mesmo pessoas que nunca tiveram contato com a área. O próximo latinoware já tem data marcada e esperamos um novo convite da organização para aumentarmos a quantidade e qualidade das palestras.

 

Tux Itaipu

Rodando aplicações windows no mac!

1 de maio de 2010 1 comentário

Olá a todos!

Esta semana precisei rodar uma aplicação windows bem simples no meu mac. Logo veio a dúvida. “Será que para aplicações deste tipo não existe uma solução tipo a do linux chamada wine que rode no macosx?”. A resposta é sim!!!

Não irei fazer muitos comentários sobre ela, apenas deixarei o link para que vocês mesmos tirem as conclusões.

http://winebottler.kronenberg.org/

Abraços e até a próxima

Categorias:Sem categoria

Saindo do forno! OpenLayers 2.9

22 de abril de 2010 Deixe um comentário

Olá a todos!

Foi lançada a versão 2.9 do OpenLayers com muitas correções e novas features.
Agora é possível estilizar o visual de todos os componentes via css o que antes ficava impraticavel pelo fato de alguns componentes possuirem seus estilos atrelados ao código.
Foi adicionada a opção de refresh para as camadas onde é possível adicionar um intervalo de tempo para que a mesma fique se atualizando.
Um novo componente de edição foi incorporado para facilitar ações que antes não eram possíveis como rotacionar feições e modificar a escala de tamanho.

A lista completa das modificações e correções presentes na release podem ser encontradas no link abaixo:

http://trac.openlayers.org/wiki/Release/2.9/Notes

Categorias:Sem categoria